• Victor Barboza

10 dicas para te ajudar a não cair em golpes cibernéticos envolvendo serviços financeiros

Atualizado: há 3 dias




A fintechs trouxeram uma grande revolução no uso dos produtos e serviços financeiros. Por meio delas, tudo pode ser feito de maneira 100% digital. Ou seja, com um smartphone, com acesso à internet, você pode realizar todas as operações envolvendo o financeiro: pagamentos, empréstimos, investimentos, seguros e controle.


Uma vez que estes serviços são digitais, acessados por aplicativos ou sites, cada usuário necessita de uma senha. Descobrir este acesso, é, justamente, uma das ações preferidas dos cibercriminosos. De acordo com uma pesquisa realizada pela Neoway, o maior número de tentativas de golpes e fraudes se dá justamente nos bancos e fintechs. De acordo com o estudo, em 2022, das quase 80 mil fraudes que foram evitadas até o momento, mais de 72 mil foram justamente nas empresas do setor financeiro.


Uma outra pesquisa elaborada pela Febraban aponta que 22% das pessoas já foram vítimas de golpes financeiros.


Pensando em proteger você e o seu dinheiro, listamos algumas dicas para você não cair em golpes e fraudes dos cibercriminosos.


1) Crie senhas fortes

Você já reparou que na hora de criar senhas, alguns sites e aplicativos possuem uma barra que mostra a força da sua senha. Busque sempre criar senhas com bons níveis de segurança. Uma dica é sempre criar senhas com pelo menos 8 caractere, com letras, maiúsculas, números e caracteres especiais.


2) Confirmação de duas etapas, tokens, digital e reconhecimento facil


Várias das fintechs já apresentam, além da senha, outras formas de autenticar o acesso, como por exemplo a confirmação de duas etapas ou auntenticação de dois fatores, login com a digital ou com reconhecimento facial.


3) Troque suas senhas de tempos em tempos


Mesmos as senhas mais poderosas podem ser descobertas e, uma dica importante é criar um hábito de trocá-las de tempos em tempos, afinal, vira e mexe acontecem ataques hackers.



4) Descubra se sua conta foi hackeada


Algumas ferramentas online permitem que o usuário descubra se sua conta/senha foi hackeada. O Check Up de Senha do Google faz uma varredura se houve vazamento de senhas em sites de terceiros que foram armazenadas no Chrome. Já o site Have I been pwned permite que você cheque se houve vazamento de dados a partir do seu e-mail ou telefone (dica: se houve algum vazamento, vale troca as suas senhas!). Outra dica de ferramenta é o Minha Senha, que, a partir de busca pelo e-mail, também é checado se houve algum vazamento.


5) Segurança dos links


Quando você estiver acessando uma conta por meio do navegador da internet, faça sempre a checagem se trata-se realmente do site ofical da insitituição, bem como, se na hora de fazer o login, ao lado do endereço do link, aparece um cadeado e se o link começa com https. Ambos se referem a navegações seguras e podem evitar que você caia no chamado "phishing", que engana as pessoas com links falsos. Evite ao máximo clicar em links desconhecidos!


6) Janela Anônima


Outra medida importante caso você esteja acessando uma conta por meio do navegador é a de dar preferência pela Janela Anônima. Trata-se de uma forma que não permite que os dados e histórico fiquem salvos no navegador.


7) Limpe o histórico com frequência


Também no seu navegador, seja ele do computador ou do celular, tenha o hábito de limpar os registros e históricos com certa frequência.


8) Antivirus e Anti-spyware


Busque instalar no seu computador e no seu celular ferramentas que aumentam a barreira para entrada de vírus, malwares e spywares.


9) Nunca passe suas senhas


Parece óbvio mas é algo muito comum! Muita gente acaba compartilhando suas senhas com amigos e parentes. Evite ao máximo este tipo de ação, pois esta é mais uma brecha para os cibercriminosos conseguirem acessar suas contas.


10) Armazene suas senhas em locais seguros


Evite guardar suas senhas em locais desprotegidos, como e-mails, aplicativos de mensagens e blocos de notas. Existem formas de se proteger as senhas de maneira segura e criptografada, como serviços de gerenciamento de senhas.


E claro, busque sempre ter conta em fintechs com boa reputação. Para te ajduar nesta pesquisa, você pode conferir lá no nosso site as mais bem avaliadas pelos nossos usuários.

17 visualizações0 comentário