• Victor Barboza

FintedIndex: conheça o Índice das Fintechs

No mundo financeiro, os índices têm uma grande importância para mensurarmos o comportamento e a variação de valores ao longo do tempo. Por exemplo, os índices de inflação, como o IPCA e o IGP-M, são usados para medir a variação de preços e o impacto no custo de vida da população. Os índices de bolsa de valores, como o Ibovespa e o S&P 500, medem o desempenho de um conjunto de ações.


Geralmente estes índices são criados quando há uma grande quantidade de itens a serem analisados, e, a ideia é agrupá-los para otimizar esta análise. No caso dos índices de inflação, existem milhares de produtos e serviços por aí, logo, os índices criam uma cesta composta justamente por produtos e serviços. No caso das ações, existem centenas de ações negociadas aqui no Brasil, e, no caso do Ibovespa, ele forma uma carteira composta pelas ações com maior volume de negociação.

Com o crescimento das fintechs, sendo só no Brasil mais de mil iniciativas, de acordo com o Distrito, já estava na hora da criação de um índice para monitoramento deste mercado.


E foi pensando nisso que a Finted criou o FintedIndex, um indicador que mede a “temperatura” da evolução do movimento fintech no mundo todo, a partir do monitoramento de fintechs que possuem capital aberto nas bolsas de valores.


O FintedIndex tem como objetivo captar a dinâmica de valor das fintechs que estão presentes nas bolsas de valores ao redor do mundo. O índice é composto por 30 fintechs, com data de IPO a partir de janeiro de 2016, com periodicidade mensal. A data inicial do índice é 31 de Dezembro de 2018.


Em sua versão inicial, as 30 fintechs são provenientes de diferentes países: China, Hong Kong, Estados Unidos, Brasil, Reino Unido e Alemanha. As categorias das fintechs são: blockchain e criptoativos, crowdfunding, ciência de dados e serviços de análises, bancos digitais, soluções para fintechs, investimentos, crédito e meios de pagamento.


Inicialmente, das 30 fintechs, 4 são brasileiras: Banco Inter, XP, Stone e PagSeguro. A primeira está listada na B3, enquanto as demais estão em bolsas norte-americanas.

Agora no lançamento do índice, o valor total de mercado destas 30 fintechs representa US$ 128 bilhões, sendo que a XP, listada na Nasdaq, é a maior fintech, representando US$ 22 bilhões.



Quer conhecer mais sobre as fintechs brasileiras que compõem o índice. Procure pela palavra-chave “FintedIndex” lá no site da Fincatch!

2 visualizações0 comentário