top of page

MB diversifica portfólio e anuncia onze novas listagens em maio de 2024



O Mercado Bitcon (MB), maior plataforma de ativos digitais da América Latina, listou onze novos tokens durante maio de 2024. Cada uma das soluções possui especificidades, o que as diferenciam em termos técnicos e de usabilidade. As novidades ampliam as opções de investimento na plataforma, que já soma mais de 200 ativos.


Confira abaixo quais são as novidades:


Toncoin (TON): foi o primeiro token listado. A plataforma descentralizada (DeFi), construída pelo Telegram, conta com foco em pagamentos instantâneos, transações eficientes e completamente integrada com o app de mensagens.


PancakeSwap (CAKE): exchange descentralizada (DEX), que proporciona transações rápidas e baixas taxas. Por meio do token é possível participar ativamente do ecossistema DeFi, com diversidade de produtos, staking, loterias, liquidez e inclusão no mercado de NFTs.


1Inch: é um projeto DeFi, reconhecido por maior eficiência, segurança e rentabilidade. O protocolo funciona como um agregador de exchanges descentralizadas, utilizando algoritmos de roteamento para encontrar as menores taxas de conversão e maior liquidez para seus usuários. Isso permite que a 1Inch otimize as transações e aprimore a eficiência de capital.


Galxe (GAL): surgiu com o objetivo de permitir experiências Web3 por meio de um conjunto de soluções de IA, identidade digital e blockchain. O token é utilizado para participar da governança do projeto, realizar pagamentos e staking.


Mask Network (MASK): é um portal que permite aos usuários o envio de mensagens criptografadas, criptomoedas e DApps (Defi, NFTs, DAO) por meio de redes sociais sem migração, criando um ecossistema descentralizado. Dessa forma, é responsável por trazer privacidade e benefícios da Web3 para as mídias digitais, como Facebook e Twitter, com uma extensão de navegador de código aberto.


Arkham (ARKM): token de utilidade, que tem por objetivo diferenciar rótulos e listas de carteiras criados por pessoas ou empresas, evidenciando aos usuários dados e análises. A atividade tem por objetivo aumentar a transparência do blockchain, permitindo o monitoramento de carteiras de entidades específicas. O token é utilizado para participar da governança do projeto, realizar staking e receber recompensas e descontos.


Renzo (REZ): criado para promover a maior receptividade do Eigenlayer, um ecossistema que oferece rendimento maior que o staking de ethereum, além de uma maneira simples de utilizar o módulo de confiança descentralizada da rede. Isso reduz a necessidade de protocolos complexos e facilita o acesso aos recursos financeiros da Ethereum.


OMNI: na mesma linha do REZ, é um blockchain desenvolvido especificamente para conectar os sistemas de escalonamento da rede Ethereum, gerando uma arquitetura segura, de alto desempenho e compatível com a rede líder do mercado.BVM Network (BVM), Realio (RIO) e Aevo (AEVO) – uma segunda camada do Bitcoin, um projeto de RWA e mais um projeto de finanças descentralizadas, respectivamente, chegaram à exchange no final de maio e já estão disponíveis para negociação.


“O ponto em comum entre os produtos é a facilidade de investimento na plataforma do MB. Muitas dessas novidades podem ser acessadas a partir de R$ 1. Isso dinamiza nosso portfólio, e viabiliza um dos pilares que mais acreditamos: a democratização de acesso à nova economia digital”, sinaliza Lucca Benedetti, responsável por listagens no MB.


10 visualizações0 comentário

Opmerkingen


Post: Blog2_Post
crowdtech
bottom of page