• Victor Barboza

Como funciona o Pix Parcelado? Quais fintechs oferecem?




O Nubank anunciou sua nova funcionalidade: o Pix Parcelado no cartão de crédito. Como é uma funcionalidade nova não só do Nubank, como de outros bancos e fintechs, os brasileiros ainda estão se familiarizando com ela.


Esta função tem tudo para viralizar aqui no Brasil, afinal de contas, culturalmente o brasileiro gosta de parcelamentos. De acordo com uma pesquisa do SPC Brasil e do portal Meu Bolso Feliz, 79% dos consumidores costumam parcelar suas compras. Um em cada quatro consumidores, inclusive, consideram ruim quando não existe a possibilidade de parcelar, pois, para 64%, o crédito é a única forma de comprar o que desejam.


O parcelamento é uma característica muito presente nas economias da América Latina. O país líder neste tipo de pagamento, de acordo com a pesquisa Informe de Pagamentos, é a Argentina, com 74% dos consumidores. Na sequência aparecem Colômbia (66,4%), Chile (63,2%) e México (53,6%). Na Europa o comportamento é justamente o oposto, com a preferência pelo pagamento à vista: Espanha (83,2%), Portugal (68,3%) e Reino Unido (67,7%).


Parcelamento: herói ou vilão?


Vale a pena parcelar? A resposta para esta pergunta vai depender muito de como cada um lida com suas finanças.


A compra à vista é quase sempre mais vantajosa, pois pode resultar em bons descontos, possibilita ao consumidor ter maior controle financeiro e menos consumismo e não gera o risco da inadimplência. Como pontos negativos existe a sensação de ficar sem dinheiro e a necessidade de juntar dinheiro para comprar produtos mais caros, o que pode levar mais tempo.


A compra parcelada tem como principais vantagens a possibilidade de antecipar o consumo, justamente por ser possível comprar algo sem ter o valor total naquele momento. Outra vantagem, que exibe boa disciplina, é manter o dinheiro aplicado, aproveitando seu rendimento. Como desvantagens, a compra parcelada gera um risco maior do consumismo, fazendo-se muitas parcelas e podendo gerar o endividamento. De acordo com a Pesquisa Endividamento 2021, feita pela Serasa e pela Opinion Box, mostra que o cartão de crédito é a principal dívida entre os inadimplentes.


Os juros do cartão de crédito atrasado são altíssimos, um dos mais altos do Brasil. Atrasar o pagamento da fatura do cartão acaba tendo um grande peso para o bolso.


Há ainda um fator muito importante na hora da escolha pelo pagamento à vista ou à prazo: existe juros na segunda opção? Pois, caso exista, apesar das parcelas serem diluídas ao longo do tempo, o valor total pago será maior.


Na hora da decisão, é importante considerar o valor da compra, a existência da taxa de juros, a existência de desconto, e claro, a capacidade de pagamento. Lembre-se que muitas parcelas pequenas podem resultar numa gigante parcela mensal na sua fatura.


Pix Parcelado: o que é?


O Pix surgiu como uma forma de revolucionar o sistema de pagamentos brasileiro. Num primeiro momento, havia apenas a funcionalidade das transferências instantâneas, 24 horas por dia, 7 dias por semana. E, aos poucos, novidades vão sendo lançadas, como o Pix Saque, o Pix Troco e o Pix Parcelado.


O Pix Parcelado não é um meio de pagamento oficial do Banco Central, mas sim uma funcionalidade que bancos e fintechs criaram. Ele é a possibilidade de parcelar pagamentos via pix. Quem recebe o pagamento recebe o valor total, porém, quem paga, vai pagando através de parcelas.


Existem duas formas do Pix Parcelado: uma que utiliza o limite do cartão de crédito, e as parcelas vão aparecendo justamente nas próximas faturas, e uma que não possui relação com o cartão, mas sim, funciona como se fosse um empréstimo. É importante considerar que em ambas, estamos falando de uma modalidade de crédito, logo, é importante consultar as taxas de juros da operação.


Esta modalidade também é conhecida como “Buy Now, Pay Later” (Compre agora, Pague depois) e, além do Nubank, possui outras instituições como a RecargaPay, PicPay, e Digio também oferecendo.


Pix Parcelado: vale a pena?


O Pix Parcelado vai funcionar muito parecido com as compras parceladas no cartão de crédito, com vantagens e desvantagens. Novamente, será uma forma vantajosa quando existir descontos para compras feitas via pix (e se esse desconto for maior do que os juros que serão pagos) e em situações emergenciais.


Usar a educação financeira nessas horas é algo fundamental, para frear o consumismo e traçar o planejamento e controle para o pagamento das parcelas e evitar grandes dívidas.


1 visualização0 comentário