top of page
  • Foto do escritorFincatch

Conheça o Banco Torcedor, o ecossistema de soluções financeiras digitais para clubes de futebol


futebol


A 2GO Bank, fintech especializada em liquidação de ativos digitais, lança uma solução 360o. que vai revolucionar o conceito de investimento em marketing dos clubes: o Banco Torcedor, um ecossistema completo de soluções financeiras digitais para clubes e torcedores de todo o País.


O Banco Torcedor foi pensado para resolver uma dor comum dos clubes: a diversificação das fontes de receita combinada com uma maior oferta de entretenimento para o torcedor. A partir daí, a 2GO Bank entendeu que ainda não havia no mercado uma solução que beneficiasse tanto o clube quanto o torcedor, tendo um banco como viabilizador de oportunidades.


Na linha do Bank as a Service (BaaS), o Banco Torcedor pode ser contratado pelos clubes com foco na oferta de serviços para beneficiar o torcedor. São quatro grandes frentes: Produtos Bancários, Integrações, Benefícios e Projetos Especiais.


No caso dos produtos bancários, o torcedor que aderir ao Banco do seu time terá disponível produtos e serviços como conta digital, PIX, TED, pagamento de contas, app e internet banking e cartão com a bandeira Mastercard. Além disso, há a possibilidade de oferecer linhas de crédito, seguros e assistências.


Na parte de integrações, os pilares estão no acesso e trâmites de bilheteria (estádio), conexão direta com site de apostas, fan tokens, NFTs, entre outros. Nos benefícios, o torcedor pode ter acesso a clube de vantagens, plano de saúde e odontológico, academia e educação, entre outras possibilidades. Por fim, a frente de projetos especiais envolve uma equipe dedicada para desenvolver ações exclusivas. “São oportunidades de trabalhar ativações segmentadas, em um ecossistema que respeita, retém e valoriza os patrocinadores”, explica o CEO da 2GO, Cyllas Elia.


Segundo o executivo, as fontes e modelos de remuneração são moduláveis e podem ser personalizados conforme a demanda de cada clube. Seja no próprio Banco Torcedor, com os produtos e serviços bancários; nos Fan Tokens, com a compra e venda de criptoativos no próprio app do banco do clube; em sites de aposta, com geração de tráfego qualificado; na própria loja de produtos; e no clube social, com foco nos torcedores que já são sócios.


Para os clubes, há um outro ponto importante, que é a exposição das marcas dos patrocinadores. O executivo lembra que, no modelo de patrocínio tradicional, o clube recebe o mínimo e fornece o máximo de exposição da marca. "No Banco Torcedor, o time aumenta seu lucro quanto mais a marca do banco é exposta", diz. Cyllas explica que, quanto mais contas digitais abertas e mais volume movimentado, maior vai ser a lucratividade para o clube. “Isso sem contar oportunidades com os fan tokens, NFTs e ativos digitais, que também geram receita e dão ao torcedor direito a benefícios, como participar da escolha de produtos do time, concorrer a prêmios, entre outros exemplos", destaca.


Com foco em facilitar e desburocratizar operações multimoedas, a 2GO Bank vê amplo potencial de negócios com o novo produto. “No Banco Torcedor, o grau de relacionamento do clube com seu torcedor é que vai impulsionar a lucratividade, a partir do engajamento com produtos e serviços ofertados em diversas frentes”, completa o CEO.

102 visualizações0 comentário

Comments


Post: Blog2_Post
crowdtech
bottom of page