top of page

Fintech é uma das 5 áreas que não são de tecnologia e mais contratam profissionais do setor em 2023




Ao falar sobre profissionais de tecnologia, é comum que muitas pessoas pensem em empresas de tecnologia que fazem cada vez mais sucesso no mercado. Ainda que sejam grandes focos de contratação, elas não são as únicas a buscar colaboradores especializados nesse ramo. A transformação digital chegou com força excepcional nos últimos anos e, para sobreviver, companhias de todo tipo tiveram de se adaptar. O que significa, entre outras mudanças, a atualização das equipes.


A Sirius Educação é uma Instituição de Ensino Superior especializada em formação na área de Ciência de Dados, com foco em metodologia prática, recursos de ponta e networking global. Arnóbio Morelix, co-fundador e CEO (Chief Executive Officer) da escola, afirma que, com 97% de empregabilidade, a Sirius forma alunos que se encaminham dos cursos para as mais diversas empresas, e que sempre há procura por expertises inovadoras.


“A digitalização abrange processos comuns a todos os segmentos”, explica o CEO. “As empresas que não estão se atualizando, estão ficando para trás. Por isso, além de existirem muitas oportunidades, os profissionais estão entrando em negócios que pensam a longo prazo e costumam oferecer bons planos de carreira”.


Morelix destaca também que a base para toda atuação em tecnologia é a Ciência de Dados. “Data Science é, resumidamente, o estudo de informações através de técnicas de computação, estatística e matemática. A tomada de decisões na era da tecnologia exige um uso apropriado dos dados, desde a coleta até a análise, e bons profissionais só crescem quando conseguem entender esses conceitos e aplicá-los em sua área de atuação”.


Dito isso, alguns segmentos estão mais avançados na busca por esse perfil de profissional. Segundo levantamentos da The Bridge, os cinco principais — além de Desenvolvimento de Softwares, que concentra a maior quantidade de vagas — são:


Fintech


Serviços financeiros são utilizados cotidianamente de forma massiva. Por isso tantas fintechs surgem para atender necessidades variadas, como transações, contas digitais, investimentos, câmbio e muito mais.


“O nicho financeiro está em franco crescimento e nunca sai de moda”, Morelix ressalta. “Aqui, a Ciência de Dados é proeminente nas contratações, uma vez que as fintechs lidam com dados sensíveis de seus clientes e precisam ter cuidado extra em todas as decisões internas”.


Seguradoras


A oferta de seguros de todos os tipos vem fazendo cada vez mais sucesso. Daí surgem as insurtechs — do inglês insurance + technology — e suas inovações.


A segurança nos sistemas dessas empresas deve ser de ponta, pela mesma razão que as fintechs: tratamento de dados sensíveis. Mas também há bastante foco na experiência do cliente e na agilidade de atendimento, de acordo com a The Bridge.


Varejo


O varejo movimenta a economia mundial como nenhum outro setor e, recentemente, tem se tornado ainda mais relevante no ambiente digital, com o crescimento do e-commerce.


Portanto, muitos varejistas buscam por profissionais especializados em lojas virtuais, seja web ou app, e em todos os processos relacionados: design, automação, marketing digital e mais.


Logística


Se o e-commerce cresceu, a logística teve que acompanhar. As compras online trouxeram um aumento expressivo de entregas, o que causou problemas para as empresas despreparadas e oportunidades para as que se adaptaram rapidamente.


O controle sobre frotas, rotas e sistemas de transporte precisam de tecnologia para manter as entregas a nível satisfatório. É aí que os especialistas são procurados e soluções inovadoras são desenvolvidas.


Saúde


Para diagnosticar, aprimorar o atendimento e levar as pesquisas a outro nível, a área de saúde utiliza soluções tecnológicas a todo momento.


A inteligência artificial é um ponto alto, pelas inúmeras possibilidades de identificação de padrões, evolução de doenças e auxílio preventivo. Outro mecanismo essencial no ramo é o Big Data, uma vez que os dados são a base da pesquisa científica e de novos tratamentos.


Cada setor tem suas demandas, mas é claro que profissionais de tecnologia são requisitados em todos. Seja na experiência dos clientes, na segurança ou na saúde, há inúmeras necessidades digitais atualmente — e o futuro promete ainda mais.


“A tecnologia tende a dominar cada vez mais processos, e o público da maioria dos segmentos tem se adaptado bem com inovações até agora. As empresas que estão entendendo isso têm muitas chances de crescimento, e suas equipes crescem junto”, conclui Morelix.

6 visualizações0 comentário
Post: Blog2_Post
bottom of page