top of page

Fintechs brasileiras em ascensão: o que esperar da retomada econômica prevista para 2024


fintech


Após um ano turbulento e de muitos desafios, onde o cenário foi de consolidação ou queda devido a escassez de recursos no mercado financeiro, as fintechs se preparam para um 2024 diferente. Com a expectativa de retomada, essas startups podem ter a chance de recuperar o tempo perdido e crescerem dentro da economia brasileira.


Dentro desse panorama a inovação será uma grande aliada. Ferramentas com a utilização de inteligência artificial (IA) e blockchain ganharão mais espaço e fomentarão novas soluções e negócios dentro desse mercado. A tokenização dos ativos (financeiros ou não), ‘embedded finance’, serviços com foco em nichos e hiper personalização são temas que prometem evoluir ainda mais diante dessa vertente tecnológica.


O amadurecimento das fintechs é o que vai levar esse segmento a um crescimento três vezes maior do que a média da indústria bancária. De acordo com uma pesquisa global da consultoria McKinsey, realizada junto a mais de 100 executivos, é esperado um aumento de 15% ao ano até 2028 nas receitas das fintechs, alcançando mais de US$ 400 bilhões.


Ano de consolidação para as fintechs de segmento


Em meio a este cenário, as fintechs que atuam em nichos determinados enxergam uma chance de usar essa retomada para se consolidarem dentro de seus mercados. A WohPag, especializada em oferecer soluções financeiras para administradoras de condomínios, acredita que o caminho para o futuro está dentro de quatro pilares: o controle de custos, alinhamento de estratégias de crescimento, a formação de alianças e o trabalho para manter a cultura e foco em inovação e agilidade.


Segundo Marcelo Assunção, CEO da empresa, alguns desses pontos vêm sendo trabalhados desde 2023, quando foi necessária uma reestruturação estratégica. “Diante da redução de aportes e empréstimos no mercado, investimos em ideias de alto potencial, modernizando nossa solução tecnológica e fortalecendo nossas estruturas de compliance e atendimento, impulsionando a WohPag de forma significativa. Tenho certeza que, a partir dessas medidas, chegamos preparados para essa retomada prevista para 2024”, afirmou Assunção.


Ele conta que a fintech está preparada para expandir para um novo patamar, visando a captação de novos parceiros e clientes em todo o país, após conseguir englobar as três das principais administradoras de condomínios do Brasil e quase 10 mil contas digitais em sua carteira, “frente a isso, projetamos para este ano a gestão de R$ 320 milhões em saldos de clientes, além de mais de 2 milhões de boletos emitidos anualmente, mais de 1 milhão de transações de pagamento no ano e a utilização de R$ 40 milhões do fundo disponível. Isso aliado ao aprimoramento e lançamento de produtos voltados para a segurança dos saldos condominiais e da eficiência operacional”. 




63 visualizações0 comentário

Comments


Post: Blog2_Post
crowdtech
bottom of page