• Fincatch

O que faz uma aceleradora de fintechs?




Você já ouviu expressão startup? O significado literal seria “empresa emergente”. Porém, a maioria das definições não veem startups como qualquer tipo de empresa, mas sim as empresas inovadora com custos de manutenção muito baixos, mas que consegue crescer rapidamente e gerar lucros cada vez maiores.


Há uma definição mais atual, que parece satisfazer a diversos especialistas e investidores, que define uma startup como um grupo de pessoas à procura de um modelo de negócios repetível e escalável, trabalhando em condições de extrema incerteza.


Desta forma, as startups acabam se inserindo em praticamente todos os segmentos: healthtechs (saúde), edtechs (educação), martechs (marketing), agrotechs (agronegócios) e, claro, fintechs (finanças).


As dificuldades enfrentadas por startups


As startups enfrentam uma série de dificuldades, por estarem inseridas em um ambiente de incertezas, com ideias disruptivas e com recursos limitados (humanos, financeiros e materiais).


Dores envolvendo, por exemplo, como transformar a ideia em uma solução, burocracia para abertura da empresa, juros altos na tomada de crédito e alto custo de capital, falta de procesoss e cultura organizacional bem definidos, falta de sócios qualificados são muitos comuns.


Inclusive, um conceitom muito comum entre as startups é o chamado "Vale da Morte". Boa parte das pequenas empresas vão à falência nos primeiros anos, número que é ainda mais acentuado entre as startups. De acordo com a Fundação Dom Cabral, 25% das startups morrem no primeiro ano e 50% já estão mortar até o 4º ano de vida.


Desta forma, o "Vale da Morte" é definido por Howard Love como uma curva em formato “J” em mostra todas as etapas que a startup passa em direção ao sucesso, conforme a imagem abaixo:




Aceleradoras de startups


Visto a existência destas dificuldades enfrentadas pelas startups e, em paralelo, o grande potencial de darem altos retornos, surgem os programas de aceleração. Uma aceleradora é uma organização cuja finalidade é oferecer condições para o desenvolvimento de outras empresas após a criação de um projeto ou enquanto ainda elas estiverem em período de crescimento. Os objetivos são analisados podem ser atingidos com o auxílio de um programa de mentoria sobre o negócio e a sua gestão.


O formato da metodologia aplicada, o período de aceleração e os valores investidos não são os mesmos para todos os projetos. Mas os resultados sim, tendo em vista que a startup amadurece e se torna mais estável quando sai do programa. Afinal, nesse momento ela recebeu suporte para o seu crescimento, os mentores auxiliaram na busca de investimentos e a construção de networking.


A Fincatch, por exemplo, já passou por alguns programas de aceleração, como o LIFT (do Banco Central em conjunto com a FENASBAC), Nexus, Distrito Ignite, InovAtiva Brasil, e, nesse momento pela Baita.


Programa de Aceleração Baita - Turma 2022


A Baita é uma Aceleradora de startups brasileira, formada por uma equipe altamente experiente, apaixonadas pela vida e pelo novo, inspiradas por valores pessoais, sempre olhando para o futuro da tecnologia e do mundo. Além da Fincatch, algumas fintechs como a iCertus, Antecipa Fácil. DNA Financeiro e ReCB já passaram pelo programa.


A Baita está com inscrições aberta para a Turma 2022 do Programa de Aceleração. Acesse AQUI e faça sua inscrição.

São 6 meses de aprendizado profundo, onde o protagonismo e propósito de cada empreendedor, suportado por métricas e metas permitirão uma jornada sólida e sustentável rumo ao crescimento.



6 visualizações0 comentário