top of page

Vai fazer o álbum de figurinhas da Copa do Mundo 2022? Estas fintechs podem te ajudar a completá-lo

Atualizado: 23 de ago. de 2022





De quatro em quatro anos o Brasil literalmente para, afinal de contas, o brasileiro é apaixonado por futebol e, nestes períodos, acontece um dos eventos mais importantes do mundo esportivo: a Copa do Mundo.


Junto com esta paixão pelo futebol e pela Copa, vem mais um grande hobby de muita gente: o álbum de figurinhas. Crianças, jovens e adultos passam a frequentar bancas de jornal, lojas e locais para comprarem e trocarem suas figurinhas. É uma verdadeira febre!


Porém, quem costuma colecionar o álbum deve perceber que, a cada edição, os preços das figurinhas vai subindo. Na edição deste ano, o álbum estará disponível nas bancas a partir do dia 19 de agosto (e já está disponível em pré-venda na internet). Um pacote com 5 figurinhas está custando R$ 4. Confira a comparação dos álbuns das edições anteriores:



Copa

Preço figurinhas

2022

R$ 4

2018

R$ 2

2014

R$ 1

2010

R$ 0,75

2006

R$ 0,60

2002

R$ 0,50

É natural haver o aumento dos preços de uma edição para a outra, pois, justamente, há um aumento generalizado de preços envolvendo os demais produtos e serviços, a inflação.


Porém, compare a tabela abaixo. Nela, a comparação é feita pelo preço praticado na venda das figurinhas em relação ao preço de venda da edição de 2002 corrigido a cada edição da Copa pelo índice oficial de inflação do Brasil o IPCA (cálculos feitos a partir da Calculadora do Cidadão do Banco Central):

Copa

Preço praticado

Preço IPCA

2022

R$ 4

R$ 1,74

2018

R$ 2

R$ 1,36

2014

R$ 1

R$ 1,07

2010

R$ 0,75

R$ 0,97

2006

R$ 0,60

R$ 0,69

2002

R$ 0,50

R$ 0,50

Até a Copa de 2014, os preços praticados estavam abaixo da inflação do período. Porém, nas duas últimas edição percebe-se que o cenário inverteu: o preço praticado supera o aumento generalizado dos preços. De acordo com um levantamento feito pelo portal Uol, para completar o álbum deste ano, deve-se gastar em média R$ 3,178!


O que fazer para o álbum pesar menos no bolso?


O álbum da Copa é uma boa forma do colecionador desenvolver agumas habilidades da Educação Financeira. O planejamento financeiro é o primeiro passo, com a definição de quanto do orçamento, mensal ou semanal, pode ser destinado para a compra das figurinhas. E claro, as trocas das figurinhas repetidas é fundamental para quem quer gastar menos.


Para acompanhar o aumento dos preços a cada edição e conseguir completar o álbum sem ter, cada vez mais, mais exigência do seu poder de compra, é muito interessante buscar investimentos que pelo menos acompanhem a inflação. Alguns investimentos da Renda Fixa, como por exemplo o Tesouro Direto, CDB's, LCI's, LCA's e debêntures possuem rendimentos IPCA+, ou seja, eles remuneram a inflação do período mais uma taxa prefixada. Existem também alguns fundos de renda fixa que usam índices de inflação como benchmarking.


E onde você pode encontrar tais investimentos? Buscadores de renda fixa, como o Yubb e o App Renda Fixa são ótimas opção para te ajudar a filtrar quais são os investimentos e onde eles estão. As corretoras de investimento costumam ser ótimos locais para encontrar essa grande diversidade de ativos.


Para economizar na hora da compra, usar fintechs que ofereçam cashback também é algo bem interessante, pois devolverá ao colecionador uma parte do valor da compra. E depois de completar o álbum, caso sobrem figurinhas repetidas, tentar vendê-las pode ser uma forma de recuperar parte do gasto. Lembre-se que as figurinhas funcionam de mãos dadas com a relação Oferta e Demanda. Figurinhas mais raras, como as brilhantes, acabam valendo mais.


E, porque não, fazer uma grana com o álbum no futuro? Diversos colecionadores vendem álbuns completos de edições anteriores na internet por valores que chegam até a surprender. Conforme os anos se passam, eles se tornam relíquias e podem gerar uma graninha.


Quer saber quais são as melhores corretoras e plataformas na visão dos usuários? Basta acessar o nosso site e conferir!


31 visualizações0 comentário
Post: Blog2_Post
bottom of page