top of page

Como a hiperpersonalização no Open Finance transforma a experiência bancária


open finance


O Open Finance no Brasil mostra um crescimento notável desde seu lançamento há três anos. Com mais de 800 instituições participantes e cerca de 46 milhões de usuários ativos em fevereiro de 2024, o país conquistou o título de maior Open Finance do mundo, registrando mais de 1 bilhão de chamadas de APIs semanais. Esse sucesso é uma evidência clara do potencial extraordinário que esse sistema tem para oferecer.


Apesar desses números impressionantes, ainda há um vasto espaço para crescimento, como indicado pela pesquisa Febraban de Tecnologia Bancária 2023, que revelou que apenas cerca de 10% da base de clientes aderiu ao compartilhamento de dados até o momento. Para ampliar essa adesão, é essencial que os clientes reconheçam o valor do Open Finance, e uma das maneiras mais eficazes de demonstrar isso, é através da melhoria da experiência do cliente.


A hiperpersonalização é uma das áreas onde o Open Finance pode causar um impacto significativo. Com a capacidade de processar grande quantidade de dados, o sistema pode oferecer aos clientes uma experiência altamente personalizada, adaptada às suas necessidades individuais. Isso inclui propostas e atendimentos que correspondem melhor ao perfil de cada cliente, proporcionando uma relação mais próxima e satisfatória com as instituições financeiras.


O mercado em geral vem implementando a hiperpersonalização em várias áreas. Para se ter uma ideia, de acordo com relatório do Opinion Box, 72% dos consumidores esperam que as empresas os reconheçam como indivíduos únicos e identifiquem seus interesses, e 73% preferem comprar com as marcas com que já tiveram experiências personalizadas e positivas. Um estudo da Deloitte aponta que 90% dos consumidores preferem ser impactados por campanhas de marketing hiperpersonalizadas. Da mesma forma, a McKinsey constatou que 78% dos consumidores têm maior probabilidade de comprar novamente de uma marca quando seu conteúdo é hiperpersonalizado. O Open

Finance pode ter este mesmo impacto no mercado de produtos e serviços financeiros. .

O Open Finance permite que os clientes tenham uma visão mais ampla do mercado, podendo comparar facilmente as diferentes opções disponíveis entre os prestadores de serviços financeiros. Essa transparência facilita a escolha da opção que melhor se adequa às preferências e possibilidades de cada cliente.


Inteligência Artificial e outras tecnologias são benéficas para o Open Finance


A integração com outras tecnologias, como a inteligência artificial (IA), promete elevar ainda mais esses benefícios. A IA pode ajudar a analisar os dados coletados pelo Open Finance de maneira mais eficiente, proporcionando insights valiosos que podem melhorar ainda mais a experiência do cliente. 


Outra tendência impulsionada pelo Open Finance é a do embedded finance, que permite que instituições não financeiras ofereçam diretamente serviços bancários aos clientes, com o respaldo de uma instituição financeira parceira. Esse modelo de negócio tende a se expandir com a digitalização e a interoperabilidade promovidas pelo Open Finance, integrando completamente a experiência do cliente com o setor financeiro à sua rotina diária.


Em resumo, o Open Finance não apenas estimula a competição e a inovação no setor financeiro, mas também promete melhorar significativamente a experiência do cliente, tornando o acesso ao sistema financeiro mais fácil, ágil e eficiente. Com o potencial de hiperpersonalização, transparência e integração com outras tecnologias, o Open Finance está preparado para transformar radicalmente a maneira como os brasileiros interagem com as instituições financeiras.

16 visualizações0 comentário

Comentarios


Post: Blog2_Post
crowdtech
bottom of page