top of page

LinkedIn seleciona as principais startups de 2022 e 60% são do universo fintech




Todo ano o Linkedin faz uma seleção chamada LinkedIn Top Startups, com as startups que estão em alta em alguns países. No Brasil, a seleção chegou na sua 5ª edição, e conta com 15 startups brasileiras que estão despontando e superando os desafios atuais para seguir inovando, gerando interesse e atraindo os melhores talentos em 2022.


Para criar a lista, é feita a análise dos dados do LinkedIn das startups com foco em quatro pilares: crescimento no número de funcionários, interesse por vagas, engajamento de usuários com a empresa e seus funcionários e quantos talentos essas startups atraíram das empresas que fazem parte da lista de Top Companies.


Para se qualificarem, as empresas devem ser privadas e independentes, ter 50 ou mais funcionários, ter sido fundadas há 7 anos ou menos e sediadas no país da lista em que aparecem. Empresas de recrutamento e seleção, "think tanks", empresas de capital de risco, firmas de advocacia, empresas de consultoria de TI e gestão, organizações sem fins lucrativos e entidades filantrópicas, aceleradoras e estatais foram excluídas. As startups que dispensaram 15% ou mais de sua força de trabalho no prazo em que a metodologia foi aplicada também são inelegíveis.


Segue a lista desta edição:


1. Neon

2. C6 Bank

3. Gupy

4. Me Poupe!

5. Flash

6. Z1 App

7. Caju

8. Pipo Saúde

9. Paylivre

10. Onze

11. Buser

12. Pier Seguradora

13. Azos

14. Alice

15. Voltz Motors


Destaque para as fintechs


Das 15 startups selecionadas, 9 apresentam soluções do mundo das fintechs. Conheça mais sobre cada uma delas:


Neon


Fundada em 2016 com o objetivo de ser o banco digital das classes C e D, a fintech Neon atingiu o status de “unicórnio” em 2022 e continua captando recursos para investir em tecnologia e novos produtos.


C6 Bank


O C6 Bank está focando na segurança de seus mais de 20 milhões de clientes. Em 2022, adotou a identificação biométrica em transações arriscadas e implementou a ferramenta “Locais Seguros”, que impede a movimentação de investimentos fora destes locais.


Flash


Criada com o objetivo de permitir que as empresas administrem vários benefícios corporativos em uma única plataforma, a Flash captou US$ 100 milhões em investimentos em março de 2022.


Z1 App


Focada na geração Z, a fintech Z1 oferece contas digitais gratuitas para crianças e adolescentes, incluindo um cartão pré-pago que pode ser usado para pagar por serviços digitais. Após captar R$ 55 milhões no final de 2021, a empresa planeja expandir significativamente sua base de clientes e ampliar sua folha de pagamentos.


Caju


A startup de benefícios corporativos, que recebeu um aporte de US$ 10 milhões em 2021, planeja atingir a marca de 1 milhão de usuários até o final de 2022. Para alcançar este objetivo, a Caju aposta na diversificação de seu portfólio: em abril, passou a atuar também no setor de viagens corporativas.


Paylivre


A fintech Paylivre busca intermediar pagamentos entre empresas estrangeiras e clientes brasileiros.


Onze


Após receber um aporte de R$ 53 milhões em 2021, a fintech de saúde financeira e previdência Onze tem metas ambiciosas para 2022: atender 100 empresas e chegar a R$ 1 bilhão em patrimônio gerido.


Pier Seguradora


Tendo como carro-chefe os seguros para celulares, em dezembro de 2021, a insurtech Pier Seguradora recebeu a licença definitiva para agora atuar em qualquer ramo do mercado de securitização.


Azos


O conselho consultivo da insurtech Azos, criada para simplificar o acesso a seguros de vida, tem entre seus investidores o cantor Thiaguinho. A empresa recebeu um aporte de R$ 55 milhões no final de 2021 para investir em tecnologia e pessoal.


57 visualizações0 comentário

Comments


Post: Blog2_Post
crowdtech
bottom of page