top of page

Os 10 anos da Bitso: milhões de usuários, apoio à regulação do mercado e consolidação de infraestrutura de pagamentos para empresas


bitso

Em 2014, o Bitcoin tinha apenas cinco anos de criação e seu preço oscilava entre 310 e 953 dólares. Estava prestes a iniciar uma valorização exponencial, mas até aquele momento, a indústria cripto ainda parecia um experimento no qual poucas pessoas acreditavam. Nesse mesmo ano, nascia o projeto para criar uma das altcoins mais relevantes, o Ether (ETH), uma criptomoeda que utiliza a tecnologia de blockchain na qual o Bitcoin (BTC) se baseia e que tem impulsionado a descentralização, os contratos inteligentes e revolucionado a internet com o avanço da Web3.


Foi nesse contexto que nasceu a Bitso — a empresa líder de serviços financeiros impulsionados por cripto na América Latina — com o objetivo de inovar no campo das finanças digitais e tornar cripto útil. Dez anos depois, é inegável o crescimento da indústria criada em torno das criptomoedas, focada no uso de moedas digitais nativas e suas diversas possibilidades, bem como na capitalização que elas ganharam.


“Há dez anos, acreditávamos no potencial do Bitcoin e no crescimento das criptomoedas, confiávamos nas possibilidades que abriria para o intercâmbio de dinheiro pela internet e em como superaria as barreiras físicas para as transações internacionais. Sabíamos que poderia ser um ativo de grande importância para investimentos e, mesmo assim, o crescimento real do Bitcoin e da indústria superou nossas expectativas e impulsionou não apenas o crescimento da Bitso como empresa, mas também a chegada de mais clientes e empresas ao mercado que, aos poucos, descobriram a tecnologia blockchain e as soluções que poderiam encontrar no mundo cripto”, destaca Daniel Vogel, CEO e cofundador da Bitso.


Em 2014, se uma pessoa tivesse comprado um Bitcoin pelo seu preço mais baixo (310 USD) e o tivesse guardado por dez anos, seu investimento teria crescido 21.797%; se tivesse comprado pelo seu preço mais alto (953 USD), teria aumentado 7.090%. E se tivesse adquirido um Ether no seu lançamento (2 USD), seu investimento teria aumentado 187.808% em 2024.


2024: os primeiros dez anos


A indústria cripto é um setor recente que, em poucos anos, consolidou seu valor, passou por diversas etapas e verões criptos que impulsionaram sua evolução. O potencial da blockchain incentivou mais pessoas e empresas a se unirem para trocar dinheiro pela internet, tornar mais eficientes as transações entre países e diversificar seus investimentos.


Nesta primeira década, a Bitso cresceu junto com a indústria: em 2019, no meio do caminho, estava prestes a alcançar 1 milhão de clientes. Desde então, a base de clientes cresceu a uma taxa anual composta de 74,9%, ultrapassando, atualmente, 8 milhões de pessoas na América Latina. Para alcançar isso, a Bitso começou sua expansão em 2020, quando iniciou operações na Argentina, chegando ao Brasil em 2021 e se estendendo à Colômbia em 2022. Hoje, se destaca também o segmento de Bitso Business como um provedor chave de infraestrutura de pagamentos baseada na tecnologia blockchain, permitindo que empresas globais (e seus clientes) paguem e recebam em moeda local e transfiram dinheiro entre países.


Paralelamente ao crescimento da indústria e à valorização das criptomoedas, governos de vários países impulsionaram iniciativas de legislação para regular o uso desses ativos digitais: em 2018, Gibraltar foi o primeiro território a criar um marco regulatório específico para a operação de empresas de blockchain e para o uso de criptomoedas, e foi o que escolhemos por ser um dos marcos mais inovadores e robustos; no México, foi aprovada em 2018 a chamada Lei Fintech, criando um marco jurídico para a operação de empresas como a Bitso; no Brasil, foi aprovado em 2023 um marco legal para estabelecer regras para a indústria cripto e as empresas que realizam transações com ativos digitais; já na Colômbia, foi levado ao Congresso um projeto de lei sólido em 2023 para a regulação do Bitcoin e, embora não tenha sido aprovado, espera-se que seja apresentado novamente este ano.


"Desde a criação da Bitso, passamos por três halvings do Bitcoin, o surgimento de novas criptomoedas, o nascimento da Web3 e a expectativa de novos verões criptos que continuarão a impulsionar a indústria. Tem sido uma jornada impressionante que nos permitiu fazer parte de um setor no qual confiamos desde o início e ao qual agregamos milhões de pessoas na América Latina para investir e alcançar prosperidade. Ficamos emocionados em saber que conseguimos tornar cripto útil para tantas pessoas, bem como para mais de 1.700 empresas que confiam em nossa tecnologia para fazer crescer seus próprios negócios. São dez anos de experiência, mas sabemos que é apenas o começo", concluiu Daniel Vogel.

6 visualizações0 comentário

Hozzászólások


Post: Blog2_Post
crowdtech
bottom of page