top of page

Sistema de gestão gera mais de R$1 bilhão em ganho de eficiência para empresas

Atualizado: 5 de mai. de 2023


computador


Ganhos de eficiência com a digitalização de processos e rotinas são sempre mencionados pelos empreendedores como um divisor de águas para expansão dos negócios. Ainda que pesquisas de satisfação com os clientes mostrem resultados positivos, é necessário avaliar alguns parâmetros que permitam traduzir esses ganhos de eficiência não somente em termos monetários, mas também em seus impactos ambientais.


Um estudo realizado pela área de Data Ops da Omie, plataforma de gestão (ERP) na nuvem, comparou o tempo usualmente gasto nos processos de vendas, rotinas financeiras e compartilhamento de informações com as contabilidades no sistema Omie com rotinas manuais.


Os dados revelaram que, em média, para uma PME que realiza cerca de nove vendas por dia - dados observados a partir da emissão de notas fiscais de um recorte de clientes Omie enquadrados no Simples Nacional -, a economia total de tempo, apenas considerando essas funcionalidades do Omie, é de cerca de 231 horas mensais.


Marcelo Lombardo, CEO e cofundador da Omie, reforça que indicadores como esses refletem um dos principais objetivos da empresa, o de destravar o crescimento de seu ecossistema de negócios. “Por meio de um sistema de gestão 100% online, o ERP permite a otimização de processos fundamentais para todos os empreendedores, como a economia de tempo gasto em tarefas burocráticas para que seja convertido em atividades mais estratégicas, mais agilidade e eficiência nas operações de gestão, além da integração entre as áreas da empresa”, diz.


Visando quantificar o valor dessas horas economizadas, com base nos dados da Relação Anual de Informações Sociais (RAIS) de 2021, foi identificado que cerca de 75% dos trabalhadores brasileiros recebem até 3 salários-mínimos, sendo 1,6 salários o valor médio observado neste intervalo. Ao efetuar uma contratação formal, o empreendedor se depara com encargos como recolhimento de FGTS, férias, décimo terceiro e vale transporte. Dessa forma, o custo mensal desse trabalhador aumenta em mais de 40% para o contratante. Assim, a partir da jornada prevista de 44 horas semanais, essas contas apontam que o custo médio de um trabalhador por hora no Brasil é de R$14,74.


Ou seja, apenas considerando algumas funcionalidades fundamentais que o ERP Omie entrega aos empreendedores, o ganho de eficiência que o sistema proporcionou às PMEs foi de mais de R$40 mil reais por cliente em 2022 - cerca de 10 vezes o custo médio do Omie para uma empresa do Simples Nacional. Os cálculos indicam que, em média, a cada R$1 investido em Omie, um empreendedor do Simples Nacional teve um ganho de eficiência de cerca de R$10 em seu negócio em 2022.


Com esse racional, foi possível extrapolar os resultados para um recorte mais amplo de clientes - inclusive de porte mais elevado -, considerando o patamar médio de ganhos de eficiência por nota emitida (cerca de R$11 por nota) e nas rotinas básicas de uma empresa. Assim, o ganho geral de eficiência proporcionado pelo ERP Omie na economia brasileira foi de pelo menos de R$1,1 bilhão em 2022, segundo a análise.


“Vale ressaltar que, como os cálculos consideram um patamar médio de vendas diárias para uma PME, a Omie infere que, quanto maior o volume de vendas de uma empresa, maior a economia de horas de trabalho alocadas em processos manuais pouco eficazes. Sendo assim, se torna maior o patamar do ganho de eficiência entregue pelo ERP para o empreendedor frente ao custo do sistema”, complementa Lombardo.


Além desses ganhos de eficiência com a otimização e a digitalização de processos, a adoção do software ERP Omie, segundo o levantamento, também permite que as PMEs tenham uma jornada de negócios mais sustentável, em linha com as práticas das políticas de Governança Ambiental, Social e Corporativa (tradução livre para Environmental, Social and Governance - ESG). Estima-se que uma pequena e média empresa gaste, em média, ao menos 10 mil folhas de papel por ano. Ao realizar os processos de vendas digitalmente com o Omie, um empreendedor preserva, no ano, ao menos uma árvore e cerca de 100 mil litros de água. Considerando a base de mais de 115 mil clientes, o potencial de preservação ambiental proporcionado pelo ERP, em 2022, foi de cerca de 110 mil árvores, o que corresponde a mais de 700 mil m² (70 campos de futebol), ou ainda, uma captura de uma média de 940 mil toneladas de CO² equivalente – emissão anual de uma frota de 539 veículos a gasolina.


“Olhando para o mercado, um estudo da Unilever apontou que 87% dos consumidores são mais propensos a comprar produtos de empresas que aderem às práticas sustentáveis, e 76% dos consumidores recusariam produtos ou serviços de empresas que não o fazem. Os dados comprovam que mais do que nunca é necessário investir em políticas de ESG e a tecnologia pode ajudar nesse processo”, reforça Lombardo.


Economia na prática

Alan Carvalho, responsável pelo setor comercial do Grupo Assunção, relata que o uso do ERP Omie proporcionou uma eficiência de 80% nos processos e uma economia de mais de 50% em atividades operacionais, principalmente, com a gestão financeira integrada ao software. "Antes, nossos clientes esperavam, no mínimo, 24 horas para receber a nota fiscal e os boletos e, hoje, leva poucos minutos. O Omie se tornou parte da nossa empresa e não seria possível sobreviver sem essa ferramenta que representou uma grande economia e ganho de receita, pois uma companhia só cresce com uma boa gestão e organização", diz Carvalho.


Outro cliente, a Talita Watanabe, CEO do Ateliê Talita Watanabe, também colhe bons resultados e conta que o uso do ERP proporcionou um aumento de 25% no faturamento de sua empresa. “Otimizamos processos, aumentamos a produtividade e, consequentemente, isso impactou em nossa receita. Foi possível reduzir o tempo de execução de diversas tarefas manuais, como na diminuição de cerca de 60% na espera dos nossos clientes para receber uma nota fiscal ou boleto”, afirma.


"Criamos um ERP que traz grandes benefícios para empreendedores e para o crescimento econômico do país, deixando um legado responsável e sustentável", afirma Lombardo. "Nosso maior propósito é contribuir para que as empresas evoluam, se libertem do mundo analógico e passem a explorar seu pleno potencial de negócio com ganhos escaláveis de produtividade", diz.

3 visualizações0 comentário

Коментарі


Post: Blog2_Post
crowdtech
bottom of page