top of page
  • Foto do escritorFincatch

Startups financeiras facilitam o acesso a procedimentos médicos no Brasil


médico


Com quase 2 milhões de postagens nas redes sociais, a hashtag #cirurgiaplastica é apenas uma das formas de expressar o aumento no número de pessoas que buscam procedimentos médicos no Brasil. De acordo com o mais recente levantamento realizado pela Sociedade Brasileira de Cirurgias Plásticas (SBCP), o país ocupa a primeira posição global em termos de quantidade de intervenções realizadas, ultrapassando países como Estados Unidos e México.


Somente no ano passado, mais de 1,8 milhão de procedimentos foram realizados em consultórios brasileiros, contribuindo para a movimentação de cerca de R$ 348,3 bilhões no mercado de saúde brasileiro. A expectativa é que o segmento continue crescendo. Segundo o relatório "Aesthetic Medicine Market Size & Growth", apenas o mercado global de medicina estética, avaliado em US$ 99,1 bilhões (R$ 512,80 bilhões) em 2021, deve crescer aproximadamente 14,5% até 2030.


Para Igor D’Azevedo, CEO e cofundador da Inklo, fintech especializada no oferecimento de crédito para procedimentos de saúde , “apesar do progresso no setor, o acesso aos serviços de saúde ainda é limitado devido a diversos obstáculos burocráticos, como falta de informação sobre opções de tratamento, dificuldades de pagamento e complexidade na marcação de consultas.”


Nesse contexto, as fintechs do setor estão se tornando cada vez mais importantes como ferramentas para desburocratizar o acesso à saúde e reduzir as desigualdades de oportunidades. De acordo com uma pesquisa realizada pelo Instituto Ipsos em 29 países, 90% dos brasileiros não têm condições financeiras para garantir um acesso à saúde de qualidade. Além disso, o estudo revela que 71% dos brasileiros concordam que o sistema de saúde do país está sobrecarregado.


Diferentemente dos consórcios tradicionais, que impõem taxas de juros cada vez mais altas, as startups têm atuado para oferecer soluções financeiras com custos mais baixos e modelos de negócio mais atrativos para atender às necessidades de uma parcela crescente da população. Uma alternativa aos planos de saúde e ao sistema público, a oferta de crédito para a realização de procedimentos médicos e odontológicos tornou-se um caminho plausível para tornar o acesso aos tratamentos mais rápido e resolver problemas subjacentes relacionados ao sistema de saúde no país.


“Apesar de desafiador, o contexto atual é também extremamente favorável para empresas que combinam entendimento de mercado com a capacidade de criar soluções para as inúmeras dores do setor. A ideia é oferecer soluções inovadoras para tornar a realização dos procedimentos de saúde menos excludentes, buscando assim democratizar o setor.” conclui o CEO e cofundador da Inklo.

15 visualizações0 comentário
Post: Blog2_Post
bottom of page