top of page
  • Foto do escritorFincatch

Blockchain One está entre as selecionadas em desafios do Hackathon Web 3.0 do Governo Federal




A empresa brasileira Blockchain One, especialista em modelagem de negócios baseados na tecnologia blockchain, participante de programas de aceleração global da Fundação Celo, está entre os selecionados no desafio Hakaton Web3. Realizado pelo Governo Federal em parceria com instituições nacionais e internacionais, o evento é visto como a primeira atividade educacional colaborativa em Web 3.0 entre membros da administração pública e da sociedade civil, e tem como objetivo o desenvolvimento de soluções para tokenização do patrimônio da União. Os projetos finalistas serão conhecidos no dia 15 de dezembro, em evento aberto ao público.


Das 419 equipes inscritas, apenas 25 projetos foram submetidos, e a B1 participa em dois momentos. No Desafio 1, “Caracterização e Incorporação - Registro de Imóveis, Matrículas e Cadeia Dominial e Emissão de Títulos com Força de Escritura Pública”, com outros 8 concorrentes. No Desafio 3, “Gestão de Contratos, Compliance e Fiscalização”, concorrem com outros 3 selecionados, em parceria com outra equipe. A solução Blockchain One é de tecnologias de registro de documentos descentralizados e tokenização de ativos, que possam ser emitidos e utilizados em diversas redes blockchain, entre elas as redes Polygon, Ethereum, Celo, Hyperledger e Solana.


“Nosso objetivo é fortalecer e integrar o Sistema de Gestão Integrada dos Imóveis Públicos Federais (SPUNet) à Web 3.0, a terceira geração da Internet. Atualmente em andamento, é uma visão de uma Web descentralizada e aberta com maior utilidade para seus usuários”, comenta Dan Stefanes, CEO da Blockchain One. Para ele, “a tokenização de ativos é um tema global que vem ganhando espaço em muitas discussões sobre o uso da tecnologia blockchain como alternativa para novos modelos de negócios para o mercado imobiliário, utilizando a descentralização, a imutabilidade, a rastreabilidade e o fracionamento de valores que possam ser comercializados ou transacionados internacionalmente por meio de tokens ou criptoativos que forneçam novas fontes de receita, participação em lucros e maior liquidez nas negociações de títulos tokenizados”, complementa.


De acordo com o COO da Blockchain One, Alan Kardec, “a tokenização de ativos é uma forte tendência para o mercado imobiliário. Na verdade, o termo token não é mais apenas um conceito associado somente a criptomoedas. Devido aos seus atributos e ciclo de vida bem definidos, os tokens facilitam o gerenciamento e a troca de ativos digitais entre as partes em modelos de negócios compartilhados, seguros e totalmente descentralizados. Nós fazemos parte dessa tendência, iniciamos uma grande parceria estratégica para fortalecer nossa entrada no mercado de tokenização de ativos”, comenta.


A moeda (dinheiro impresso) é uma classe de ativo fungível porque todas as notas valem exatamente o mesmo. Já os imóveis, são uma classe de ativos não fungíveis porque cada imóvel é único, mesmo que o projeto seja exatamente o mesmo, a diferença de localização, por exemplo, pode afetar os valores de quaisquer dos bens.


Para Jerffeson Souza, CTO da Blockchain One, "os contratos inteligentes podem atuar como um depósito mutuamente confiável, o que torna muito mais simples usar as redes blockchain para implementar casos de uso em que as negociações de token devem ser intermediadas por terceiros confiáveis. Esperamos utilizar técnicas para intermediar transações de tokens entre diferentes contratos da mesma ou em diferentes redes blockchains”, finaliza.


O tema principal do Hakaton Web3 envolve a tokenização de ativos da União em blockchain, além de casos de uso relacionados às atribuições legais da SPU em três grandes desafios: 1) Caracterização e Incorporação, 2) Destinação dos Bens da União e 3) Gestão de Contratos. Os recursos típicos de uma tokenização incluem a propriedade (quem possui uma determinada quantidade de tokens); a transferência (possibilidade de negociação dos ativos digitais; a mintagem (emissão de novos tokens para circulação - cunhagem); a queima; e a custódia.

10 visualizações0 comentário

Comments


Post: Blog2_Post
crowdtech
bottom of page