top of page
  • Foto do escritorFincatch

Catupiry usa fintech que já disponibilizou R$ 3 milhões a produtores de leite


vaca


A Catupiry, empresa brasileira de produtos lácteos, já beneficiou cerca de 80 produtores rurais, com um total de R$ 3 milhões em aporte financeiro, por meio da RúmiCash, fintech que disponibiliza linhas de crédito e antecipações de pagamento de leite aos fornecedores do laticínio.


O CFO da Catupiry, Daniel Zanuto, explica que a empresa possui um programa chamado “Catuleite”, que foi concebido como uma forma de fidelizar os produtores rurais e promover a constante melhora na qualidade do leite. “Nele, os pecuaristas têm acesso à assistência técnica, por meio de profissionais da empresa que atuam dentro das fazendas, além de disponibilizar apoio financeiro pela RúmiCash”, detalha. A solução foi desenvolvida pela Rúmina, empresa que tem como objetivo simplificar a adoção de tecnologias pelos produtores, seja por meio de biotecnologia, sensores, softwares, soluções financeiras ou inteligência artificial.


“A fintech oferece o crédito para o pecuarista com condições atrativas, de forma simples e rápida. Esse apoio colabora para a eficiência produtiva das fazendas, na medida em que financia investimentos em infraestrutura e custeio como um todo, além de incentivar a boa qualidade da produção, uma vez que oferece taxas de juros mais atrativas para produtores com bons indicadores de qualidade do leite”, detalha a CEO e cofundadora da RúmiCash, Gabriela Borlido.


A projeção da Catupiry para 2023 é um crescimento de 15% na produção da empresa, o que refletirá no aumento de aquisição de leite no mercado. “Em um universo com cerca de 1.100 produtores fazendo a captação direta de leite nas unidades de Doverlândia (GO), Santa Vitória (MG) e Santa Fé do Sul (SP) e também por meio de cooperativas, entendemos que ainda existe oportunidade para o crescimento da parceria com RúmiCash”, comenta Zanuto.


Para Gabriela Borlido, a maioria dos laticínios de alguma forma acaba servindo como apoio ao produtor de leite. Em contrapartida, os laticínios não são instituições financeiras, e, por isso, têm limitações para o suporte financeiro aos produtores. “Foi pensando nisso que desenvolvemos a RúmiCash, que atua como ferramenta de fomento à política leiteira da indústria, uma vez que possibilita o acesso simples a crédito e adiantamento a todos os produtores dos laticínios parceiros”.


Ela explica que o ‘motor’ de crédito analisa características operacionais das fazendas, indicadores de qualidade de leite e estimula a melhoria do produto final. “Cerca de 90% da atuação do RúmiCash é com microcrédito. Fazemos uma análise que nenhum banco faz, extremamente focada no negócio da pecuária de leite”, pondera a executiva.


Gabriela ressalta ainda que tudo é feito com grande facilidade e transparência. “A RúmiCash possibilita aos pecuaristas a realização de investimentos e o aproveitamento de boas ofertas de insumos, por meio do crédito direto e do crédito estruturado para insumos liberado em até 24 horas após a assinatura do contrato. Oferecemos a oportunidade de crédito e adiantamento ao produtor, tudo feito no conforto da sua casa, da sua fazenda e pelo WhatsApp”, finaliza.

17 visualizações0 comentário

Commenti


Post: Blog2_Post
crowdtech
bottom of page