top of page

Plataformas White Label ajudam empresas a oferecerem serviços bancários personalizados


white label

À medida que as empresas exploram maneiras de agregar valor aos seus clientes e expandir suas ofertas de produtos e serviços, as plataformas “white label” se destacam como uma solução inovadora e eficaz no setor financeiro. Esses sistemas permitem que empresas ofereçam serviços bancários personalizados sem a necessidade de investir recursos significativos no desenvolvimento de infraestrutura tecnológica própria.


“Por meio de uma plataforma ‘white label’, as empresas podem criar novas fontes de receita e expandir seu portfólio com serviços bancários de uma forma ágil, prática e eficiente, sem necessidade de uma licença bancária. Investir nesse tipo de tecnologia representa uma redução significativa de custos com a parceria com especialistas na área”, afirma Ana Luiza Fernandes, sócia e diretora de marketing (CMO) da Grafeno.


A Grafeno, ecossistema de soluções financeiras digitais para credores e empresas, disponibiliza uma plataforma “white label” que permite que uma empresa se torne um banco digital em apenas 20 dias. Por meio desta solução, é possível oferecer uma solução completa de conta empresa digital, contemplando operações como pagamento de contas, boletos com registro imediato, conciliação bancária e permissionamento flexível.


Atualmente, a techfin está lançando o exclusivo Grafeno+, solução que potencializa sua plataforma White Label com inteligência de dados e métricas em tempo real que resultam em insights estratégicos e eficientes. A nova funcionalidade também facilita a gestão de rentabilidade ao identificar oportunidades, além de permitir a exportação ágil de dados bancários, a configuração personalizada das operações financeiras e a gestão de pacotes de preços.


Por que investir nessa tecnologia?


As plataformas “white label” permitem que uma variedade de serviços bancários como contas correntes, pagamentos, transferências, investimentos e até empréstimos, sejam oferecidos aos clientes de empresas de diversos setores, como varejo, e-commerce, telecomunicações e muitos outros.


O termo “white label” refere-se à capacidade dessas plataformas de serem completamente personalizadas para se alinhar à identidade de marca da empresa, incluindo logotipos, esquemas de cores e design de interface do usuário. Isso permite uma experiência bancária coesa e consistente, alinhada aos valores e à imagem da marca. Além disso, a integração de serviços bancários diretamente nas plataformas existentes das empresas proporciona uma experiência de usuário conveniente e intuitiva.


A redução de custos é outro fator que é levado em consideração quando as organizações optam pelos sistemas “white label”, pois elas eliminam a necessidade de investir em desenvolvimento de software e manutenção de sistemas específicos para tal fim, permitindo que as empresas se concentrem em seu core business.




6 visualizações0 comentário

Comments


Post: Blog2_Post
crowdtech
bottom of page