• Victor Barboza

Você dirige bem? Se sim, estes seguros podem ser os melhores para você e para seu bolso




O dia 2 de novembro de 1896 foi um dia muito importante na história, pois foi o dia em que foi lançado o primeiro seguro automotivo. A empresa Londoner Accident Corporation criou um seguro no valor de 2 euros que garantia ajuda aos proprietários de veículos desde que o acidente não fosse causado por cavalos assustados.


Hoje, o seguro de automóveis é um produto financeiro muito importante, pois ele dá cobertura a uma série de danos que podem ocorrer envolvendo carros, motos, caminhões, ônibus, e claro, os pedestres.


O seguro de automóvel nada mais é do que um contrato firmado entre o proprietário de um veículo e uma seguradora, no qual o proprietário paga uma taxa para que possa ser ressarcido em possíveis prejuízos, todos estes previstos na apólice, ao veículo, como roubo, acidentes e danos pessoais ou a terceiros.


O valor do seguro possui todo um cálculo, que considera o valor do automóvel, como também todos os riscos envolvidos. Em um cenário de baixa educação financeira e contas apertadas, infelizmente muitos carros não possuem seguros. De acordo com um levantamento da CNseg, 70% dos veículos não possuem seguro no Brasil.


Novos modelos de seguros


Com a evolução da tecnologia e o surgimento das fintechs, novos modelos de negócios aparecem também no mercado dos seguros, tornando o produto que parecia muito engessado em algo muito mais personalizado, inclusive tendo valores variando em função do perfil do motorista.


Por exemplo, a fintech Thinkseg possui um seguro chamado Pay Per Use. Nele, o motorista tem um seguro mensal e paga pelo uso. São cobrados alguns centavos por quilometro rodado, e, conforme algum serviço for necessário, aí sim este será cobrado.


Outra modalide que vem crescendo cada vez mais são os seguros que beneficiam os bons motoristas (também chamado de Pay Per Drive).


A fintech Darwin Seguros possui um app que capta o comportamento do motorista e gera um score de 1 a 100. Quanto melhor a pontuação, menor será o valor do seguro. A fintech também possui o esquema que quem dirige menos paga menos, muito útil, por exemplo, para quem faz home office.


A Justos Seguros também possui seguro mais barato para quem dirige bem. A fintech também possui um app que irá medir o comportamento do motorista, numa escala de 1 a 100.

20 visualizações0 comentário